Yo no sé de nada. Pero aquí el corazón estalla, por haber creído y haber confiado, por haber amado.   No sé de nada. Ni del pasado, ni de los abrazos, ni de todo lo que fue o pretendía ser.   No sé de nada. Nada responde esta inquietud y con los días sólo aumenta el reclamo…

florescer.

Talvez o tempo seja relativo, Mas as estações tem uma ordem. Talvez aqui seja inverno, Enquanto lá faz calor. Talvez hoje a porta esteja fechada, Mas as pétalas estão a abrir. Talvez agora seja muito cedo Para ir descobrir. Talvez não tenha paciência, Mas ficarei no aguardo De um coração nobre Que me dê respaldo.

Um oásis no tempo

Aí estava eu, sentada e com os olhos bem abertos. Abertos para apreciar os prédios, e abertos para atentar contra algum possível perigo. A pesar de estar em um lugar desconhecido e sozinha, me sentia livre. E tal vez sejam a novidade e a solitude as que dão assas ao meu espírito. Enfim, me encontrava…

pegadas.

Vento, mar, areia. Estava na praia, procurando algo interessante para registrar. Olhando pra baixo me deparei com pegadas de gaivota. No momento pensei: “que afortunadas, elas voam”. Moram na areia e também no céu. Agora que contemplo a foto, penso: “Onde estarão as minhas pegadas?” Não estou falando do caminho de sujeira que meus tênis…

Déjame llamarte mío

Desde siempre, he sentido tu falta. Echando de menos tu frío y tu calma. Pero ahora, que sé no te veré por un tiempo, vuelve a mí esa sensación de hueco. La ultima vez que estuve contigo, revolviste mis emociones. En especial cuando fui a recorrer las cicatrices que el fuego dejó en tu piel….

Bastidores do Instagram

Cabelo preto, cacheadão. Risos espontâneos, silhueta curvilínea, poses atrevidas. Essa é Allyce, ou pelo menos a @allyceedias do Instagram. “É difícil ver as meninas postando foto do corpo todo, e ela faz isso. Eu gosto de seguir ela porque mesmo fora dos padrões de corpo preestabelecidos, não tem vergonha de mostrar o que ela é”…

Olá,

vim esvaziar a alma. Não que ficarei vazia depois de terminar o texto, senão que preciso que meu interior flua para que nada influa. Sim, o redor bombardeia. Fico me comparando, medindo o que faço e no final acabo em migalhas. Preciso me conhecer. Não de uma forma superficial, decorando dados, ou de uma só…

dying star

Between all the stars there was one. That one was not even bigger neither more beautiful than the others, but had something in particular. Even in the darkest nights when the other stars turned off their light, that one never stopped shining. Tired of constantly giving her light, that little star begun to lose intensity…

|Permanecer|

Cuantos años tienes? -die.. veinte. Todavía no me acostumbro a la idea de tener dos décadas de vida. No sentí el tiempo pasar. En fin, en todos estos años, parezcan mucho o poco, he vivido como cualquiera. Pero he tenido una dificultad con esa palabra del título. El número de casas en las que he…

Meu tudo.

Dormir até meio dia, andar de pijama as 24 horas. Cantar quando quiser e dançar como quiser. Cozinhar com a receita da vó e às vezes queimar o arroz. Casa é isso. Casa é minha mãe me chamando até gastar meu nome. É passar noites desconfortáveis porque meu irmão esteve brigando pela coberta o tempo…

Até lá, é isso.

Já. Já senti meu coração bater forte. Fiquei nervosa por ver alguém. E escrevi poemas de amor. Mas, amor, acho que não te conheço de fato. Se alguma vez chegar em mim, por favor, não se complique. Me ajude a descomplicar. Fale sem medo, e tire ele de mim. Não procure as palavras certas, fale…

No dejes para mañana lo que puedes disfrutar hoy.

Cuando mi papá se iba de viaje, dejaba un vacío en mi. Siempre me preocupaba la idea que le pudiera pasar algo. Cuando llegaba a casa era la primera en correr a sus brazos. Esta vez era turno de mi mamá. Fueron diez días. Diez días de leche de soya con avena en el desayuno….